quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Substantivos e imaginação














Carroça, cavalo e farinha

Mamão papaia, cerca e vizinho

Porco, água quente e torresmo

Sol, girassol e fritura


Porta, martelo e prego

Tampa, óleo, tampa e dobradiça

Tapete, botina e sujeira

Botina, pé e chinelo


Saco, farinha e cozinha

Pão, forno e manteiga

Café, água e bule

Xícara, aroma e paladar


Poente, sol e estrelas

Brisa, calmaria e fria

Chaminé, fogo e calor

Sozinho, livro e cidreira

Sono, cama e sonhos


Nem sempre precisamos de frases perfeitas para contar o cotidiano de nossas vidas.

É só usar a imaginação e visualizar os símbolos do dia a dia.


E aí! Conseguiram enxergar a narrativa dessa poesia?


Autor: André L. Salgado

2 comentários:

Nerfetiti disse...

Nossa... lindo... nao sei se gostaria, mas esse texto é complexo...profundo... genuíno... me vi nesse ambiente aconchegante... é como se fosse a minha casa...é incrível como escreveu de forma tào simples algo tào existencial, divino... é isso como tudo na vida... é tào maravilhoso ver o pôr do sol...você descreveu a tranquilidade, o serenidade... eu me vi ali...

Nerfetiti disse...

Nossa... Seu blog é tão singelo... podemos ver flores quando lemos... tem cheiro de sândalo...
Puxa!!! Obrigada pelo comentário... toda vez que leio seu blog lembro-me da minha infância... as palavras foram inspiradas ... para que lembremos sempre no amanhã... que lindo...

Blogger news

About

Loading...

Blogroll

Pesquisar este blog

Blogger templates