sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Vidas esquecidas















Chora vidas em terras aflitas
Tremores sísmicos arrebentam almas esquecidas
Lágrimas de sofrimentos fitam rostos de outrora
Filhos, pais e avós não verão mais aurora

Enquanto o egoísmo predomina na Terra
Almas marginalizadas perdem suas terras
Fome, sede e tormentos afundam uma nação
Abalos que alertam lembrando nossa missão

Não somos países, somos homens !
Não somos pobres e ricos, somos irmãos !
Não somos o que temos!
Somos a voz de nossa própria consciência!

Faces desconhecidas gemem de agonia
O mundo se choca diante da fobia
Homens do mundo abandonam o terno
E marcham rumo a salvamento fraterno

Entre mortos e feridos urgem os gritos
Feridas expõem os traumas nunca mais esquecidos
Crianças choram aos ombros de tarefeiros da humanidade
Em meio ao mar pútrido sem nenhuma dignidade

Poema dedicado ao povo Haitiano.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Eternas moradas













Seara abençoada de magnânima luz

Morada excelsa de claridades inimagináveis

Recinto de águas límpidas e torrenciais

Lar de todas as almas felizes e perfeitas


Ares ávidos de bênçãos divinas

Brisas carinhosas de sentimentos sublimes

Ventos eternos de esperança

Correntes que assopram infinitas felicidades


Idéias consonantes espalham a vida

Pensamentos etéreos constroem o universo

Reflexões decidem a estrutura cósmica

Espíritos abnegados circundam os orbes


Laços de afeto protegem a criação

Irmãos ditosos zelam a lei do amor

Mensageiros de luz prospectam a vida

E os trabalhos se mantêm incessante na moradas eternas

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Confiança
















Confiar, confiar e confiar. Aprendi que a melhor forma de conhecer alguém em sua verdadeira essência é a cultivo da confiança. Escutar, abraçar, zelar, respeitar e dedicar são alguns atributos importantes, entre outros mais, que permite demonstrar esse sentimento tão nobre e escasso. Para alguns, a confiança é algo quimérica ainda. Para vivenciá-la em toda plenitude terá durante a existência que confiar em si mesmo. Olhar para dentro de si e buscar seus pilares exige muita dedicação e acima de tudo amor a si mesmo. O respeito próprio é um bom caminho para encontrá-la. Saber ouvir a consciência é algo que poucos o fazem e exige muito disciplina.


A educação, cultura e caráter são princípios fundamentais que garantem nosso bem estar por meio da moralidade e conhecimento. Sem isso, não saberíamos conviver harmoniosamente entre grupos sociais. A qualidade desses princípios é que garante a confiança plena. Quando nos conhecemos por dentro, exploramos nossos limites, nossa capacidade e classificamos as respostas que queremos encontrar no mundo. A confiança não se baseia em confiar no próximo, mas em confiar em si mesmo. Parece algo estranho e incoerente ouvindo dessa forma, mas não é não. Confiar é um ato de exercício de tolerância, de respeito à limitação do próximo e de amor as criaturas.


Quando aprendemos a nos amar integralmente, buscamos nesse ponto entrar em sintonia com a lei do progresso. Não podemos viver no mundo se escondendo do diferente, dos sentimentos infelizes e de decepções que a vida nos oferece. O homem ainda é passível de muitos erros. Não sabemos o que queremos da vida e acabamos atropelando muitas etapas. O fortalecimento interior é a chave para a verdadeira confiança. O amor as criaturas e o conhecimento garantirão ao ser o que chamo de sabedoria em exercício. Quando confiamos integralmente em si mesmos estaremos prontos para exercer a tolerância, o amor e principalmente, o perdão.


Se não praticarmos pensamentos nobres e praticar a resignação e perdão, nunca haveremos de encontrar a verdadeira confiança. Jesus foi levado ao calvário e mesmo assim nos amou até o último instante. Aquela frase ainda ecoa pelos quatro cantos do mundo como uma voz de amor a todas as criaturas quando disse: - “Pai, perdoe-os! Eles não sabem o que fazem” -. Percebemos que em nenhum momento se sentiu traído, mas resignado por nossa limitação e pobreza de espírito. Sigamos esse exemplo sublime de confiança. Todos nós somos irmãos em evolução e mais cedo ou mais tarde, todos estaremos no mesmo rebanho eterno de amor e paz.

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Firmamento














Das belezas eternas do firmamento
Destaca-se entre elas uma mais brilhante
Que fixamente imaginei em vidas
Esperando o retorno as suas esferas de sabedoria

Cresci imaginando um dia voltar a ti
Vivendo o ensejo de planar em seu mundo
Arrebatado pela alegria divina do universo
Imaginando minha eternidade em sua manjedoura

Ao som de Meditação de Thais
Elevo-me guiado pela sua luz
Sentindo fluidos cânticos de louvor
Enviados com o mais sublime amor

Ouço o cello deslizando a melodia
Notas imponentes como luzes divinas de misericórdia
Sustenta minha alma arrebatada a ti
Sírius, estrela de todas as grandezas

Blogger news

About

Loading...

Blogroll

Pesquisar este blog

Blogger templates