quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Pastores da Imortalidade











Nas trevas da amargura e solidão

O desconsolo do âmago assola a vida

Beirando aos aflitos de amor

Impera o abismo da intolerância e discórdia


Corações despedaçados derramam o sangue do orgulho

Mentes perturbadas e desvanecidas escurecem as vistas

Vales imensos de melancolia e ódio

Empalidece rostos de desespero e temor


Da lagarta à mariposa aguardamos o despertar

Verdadeiros mensageiros trabalham incessantemente

Resignados ao amor de cristo

Vivem na eternidade auxiliando os irmãos aflitos


Deus de infinita sabedoria e amor

Dignifica-nos a tarefa diária do exercício cristão

Lecionada de forma ímpar e incondicional

Aos rebanhos do cosmo infinito


Trabalhemos! Preenchamos nossas almas de ternura.

Despertemos as almas inóspitas para verdadeira vida

Dediquemos nossos amores aos irmãos aflitos

Não esmorecemos diante ao caos que perece nossas vistas


Confiemos em nosso pai misericordioso

Somos irmão de jornada terrena

Não atingiremos ao pai se não aprendermos a amar uns aos outros

Não haverá mais ovelhas desgarradas


Caminhemos unidos com certeza de esperança

Que juntos marcharemos a outros mundos

Selando o compromisso de dignificar nossa casa

Decepando integralmente as trevas da ignorância

Um comentário:

www.pozitano.blogspot.com disse...

Acredito que os pastores da imortalidade sempre estão a nos guiar e orientar, mas nem sempre somos ovelhas obedientes, e acabamos despercebendo nossos guias que sempre nos intuem no dia a dia.
Que saibamos manter distancia da ignorancia e seguir mais nossa intuição espiritual.
Mi

Blogger news

About

Loading...

Blogroll

Pesquisar este blog

Blogger templates